A gestão dos processos minerários em um só lugar.

Atualmente existem inúmeros minerais que são comercializados e que são extremamente úteis para a indústria. Sabemos que vários desses minerais são produto da mineração e que estão presentes em carros, celulares, construção civil, indústria farmacêutica etc. Alguns deles são facilmente encontrados na crosta terrestre, outros nem tanto, e por isso acabam influenciando a encomia global e o mercado financeiro.

Existem alguns metais que são raros e que existem em quantidades pequenas no planeta terra, por isso são extremamente valorizados. A esses metais damos o nome de ‘’Metais preciosos”.

Os metais preciosos são todos raros na crosta terrestre, embora possam estar muito disseminados, como é o caso do ouro. Possuem alta densidade, são maleáveis (podem ser reduzidos a folhas) e dúcteis (podem ser reduzidos a fios).

De acordo com a CPRM, os metais preciosos são o ouro, a prata e os metais do grupo da platina (MGP), estes compreendem platina, paládio, ródio, rutênio, irídio e ósmio. Os MGP são elementos assim agrupados dada a sua metalogênese, ou seja, durante a sua concentração no solo por parte de emissões vulcânicas, ou da concentração e precipitação dos mesmos em solução que muitas vezes são precipitados juntos.

O ouro e a prata são os mais importantes e os mais conhecidos, dentre os MGP, os dois elementos de maior interesse são a platina e o paládio, hoje em dia sua produção mundial é concentrada em dois países, a África do Sul e a Rússia, com menores contribuições de produção pelo Canadá e EUA (Figura 01).

Figura 01: Mina Lac des Iles, Canadá - North American Palladium. Fonte: Solid Ground.

Historicamente o ouro é um dos metais mais importantes no planeta, desde os tempos antigos, no Egito por exemplo, o ouro já era o material favorito para a fabricação de joias e outros ornamentos – e, desde então, nunca deixou de estar associado a símbolos de prestígio e poder. Em 2018 de acordo com o Mining.com os 10 maiores produtores de Ouro do mundo foram China, Austrália, Rússia, EUA, Canadá, Peru, Indonésia, Ghana, África do Sul e México. O Brasil ocupou o 11º lugar no ranking.

Na última década outro metal, também considerado como “Metal precioso”, veio ganhando destaque na economia global. Esse metal é o Paládio, o seu nome deriva de Pallas, planetoide descoberto em 1802, um ano antes de se descobrir o elemento. O paládio foi descoberto pela primeira vez em Morro do Pilar, Minas Gerais.

Apesar de ter sido descoberto no Brasil, você já o conhecia e sabia da sua importância?

Veja só:

O metal precioso de cor branca prateada tem desfrutado de uma subida constante no valor ao longo da última década, tendo começado com um mínimo de apenas 235 dólares por onça em novembro de 2008, em contraste com o ouro, prata e platina. O preço deste metal aumentou significativamente nos últimos anos, superando inclusive o valor do ouro que atingiu seu valor recorde em 2011, que foi de US$1,921.17.

O termo onça, cujo símbolo é oz, consiste em uma unidade de medida. É uma unidade de massa e equivale a aproximadamente 31 g.

Em dezembro de 2019, o preço à vista do paládio atingiu o valor de US$2.000 (cerca de R$8.126,00) a onça em poucas horas. O aumento acumulado do ano atingiu 58% e deve fechar dezembro em alta pelo sétimo trimestre consecutivo.

Mas o que ocasionou esta valorização?

O preço do paládio tem atingido altos valores de mercado desde 2016, isso pode ser justificado pela escassez global do metal e também pelo grande uso deste material na fabricação de veículos a gasolina.

O uso do paládio na indústria automóvel se estima em 70% do mercado. Para além disso, o material é utilizado em vários outros ramos, incluindo a eletrônica (que conta com 10%), a química, a medicina e joalheria, cada uma com 5%. O paládio é também utilizado na produção de equipamento de uso militar, aeroespacial e civil.

Entre 75% e 80% do paládio extraído das minas são utilizados na fabricação de catalizadores, de acordo com os dados do ICBC Standard Bank. Esses dispositivos são responsáveis pela conversão de gases nocivos, como hidrocarbonetos ou monóxido de carbono, em vapor d'água e CO2, composto que também polui, mas em menor grau.

Porém, os altos valores atingidos nesse mês, dezembro-2019, se devem também ao fechamento das minas sul-africanas por 24 horas devido à falta de eletricidade.

Contudo, o Citigroup Inc. projeta que os preços do paládio atinjam US$2.500 (cerca de R$10.157) no primeiro semestre de 2020, caso isso ocorra o Paládio se manterá como um dos metais mais valorizados atualmente.

Em janeiro de 2020, teremos 46 processos minerários ativos no Brasil, tendo o paládio como substância principal e/ou secundária. Dentre eles apenas 2 em fase de concessão de lavra. A valorização desse metal pode mudar esse cenário. Vamos ficar atentos! Veja abaixo, através do filtro “pesquisa avançada” do Jazida, você consegue obter essas informações:

Figura 02: Filtro avançado na plataforma Jazida.com. Fonte: Jazida.com

Ficou curioso?

Utilize o Jazida para acompanhar a movimentação desse mercado no Brasil. Para saber mais chame no Chat ou acesse o nosso conteúdo sobre o assunto: Filtro por substância.



Referências Bibliográficas:

https://www.mining.com/. Acesso em 18 de dezembro de 2019.

Metais Preciosos. http://www.cprm.gov.br/publique/Redes-Institucionais/Rede-de-Bibliotecas---Rede-Ametista/Metais-Preciosos-1041.html. Acesso em 17 de dezembro de 2019.

Paládio: Para que serve o mineral, mais caro que o ouro. https://www.bbc.com/portuguese/geral-46480081. Acesso em 18 de dezembro de 2019.

A CONTRIBUIÇÃO DO BRASIL PARA A DESCOBERTA DE UM NOVO ELEMENTO QUÍMICO – O PALÁDIO. http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0100-40422019004500580&script=sci_arttext. Acesso em 18 de dezembro de 2019.

Renascimento que gera orgulho. https://solidground.sandvik/pt-br/renascimento-que-gera-orgulho/. Acesso em 18 de dezembro de 2019.

Nem tudo que reluz é ouro: paládio está destronando ouro como metal mais caro. https://br.sputniknews.com/economia/2019121314889670-nem-tudo-que-reluz-e-ouro-paladio-esta-destronando-ouro-como-metal-mais-caro/. Acesso em 17 de dezembro de 2019.

You’ve successfully subscribed to Jazida
Welcome back! You’ve successfully signed in.
Great! You’ve successfully signed up.
Your link has expired
Success! Check your email for magic link to sign-in.