Mineração no Brasil

A mineração representa uma das atividades econômicas e industriais que notavelmente mais contribui no desenvolvimento socioeconômico de um país. A exploração de recursos minerais no Brasil sempre esteve ligada com a sua própria história, a começar pelo período de ocupação nos interiores do país que resultou na exploração do ouro.

Ao longo da nossa história, com o incremento na ocupação do território e no conhecimento geológico, novas descobertas de depósitos foram sendo feitas e a mineração manteve sua importância. Atualmente o Brasil é reconhecido como um dos principais produtores de minérios do mundo, produzindo aproximadamente 70 substâncias minerais diferentes, segundo a ANM (Agência Nacional de Mineração). Um exemplo dessa diversidade é observado na imagem abaixo, retirada do filtro de busca avançada do Jazida, que ilustra de forma simplificada a diversidade de substâncias dos processos minerais ativos no município de Niquelândia, Goiás.

Figura 01: Substâncias minerais com processos ativos em Niquelândia, Goiás. Fonte: Jazida.com

Os principais minérios explorados no país são o alumínio, cobre, estanho, ferro, manganês, nióbio, níquel e ouro, essas oito substâncias destacam-se por corresponderem a 98,6% do valor da produção mineral comercializada.

Figura 02: Mineração de Nióbio em Catalão – GO. Fonte: ANM.

Em 2016, as substâncias da classe dos metálicos corresponderam cerca de 77% do valor total da produção mineral brasileira, enquanto a de não metálicos cerca de 23%. No ano de 2015, o Brasil foi o principal produtor de nióbio do mundo, destacando-se por representar cerca de 97,3% da produção mundial.

Figura 03: Cenário da produção mineral brasileira ao longo do ano de 2016. Fonte: ANM.

De acordo com informações divulgadas pela ONU (Organização das Nações Unidas), o setor de mineração representa cerca de 200 mil empregos diretos e 800 mil indiretos no Brasil, correspondendo a 4% do PIB (Produto Interno Bruto) do país. Contribui também com 25% do saldo comercial brasileiro, segundo o Ministério de Minas e Energia foram exportados US$ 46,4 bilhões em 2017, com um superávit de US$ 23,4 bilhões.

Figura 04: Principais países de destino das exportações brasileiras de alumínio, cobre, estanho, ferro, manganês, nióbio, níquel e ouro. Fonte: ANM.

Principais reservas minerarias brasileiras

Tudo o que o Brasil produz de recursos minerais é apresentado pela ANM (Agência Nacional de Mineração) no Anuário Mineral Brasileiro. Tal anuário informa não apenas o volume do que produzimos, mas também o valor dessa produção, substância por substância, estado por estado. Informa ainda as reservas conhecidas de cada uma delas bem como os países para quem exportamos e de onde importamos.

As principais reservas de minério estão localizadas nas regiões Sudeste (Minas Gerais e São Paulo), Norte (Pará, Rondônia e Amazonas) e Centro-Oeste (Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul). Há no país mais de 3 mil minas (159 de grande porte), ou seja, uma jazida em lavra distribuídas por mais de 8 mil mineradoras (empresas que detém o direito de minerar).

Figura 05: Localização das principais reservas minerais brasileiras de alumínio, cobre, estanho, ferro, manganês, nióbio, níquel e ouro. Fonte: ANM.

As principais empresas do país de acordo com cada commoditie, são:

  • Alumínio: Mineração Rio do Norte S.A (PA) – 43,05%; Mineração Paragominas S. A (PA) – 35,44%; Alcoa World Alumina Brasil Ltda (PA) – 16,78%.
  • Cobre: Salobo Metais S.A (PA) – 52,32%, Vale S.A. (PA) – 22,30% e Mineração Maracá Industria e Comercio S.A. (GO) – 21,12%.
  • Estanho: Mineração Taboca S.A. (AM) – 47,47% e Coopermetal Coop Metalurgica de Rondonia Ltda (RO) – 12,07%.
  • Ferro: Vale S.A. (MG/PA) – 77,29%, Congonhas Minérios S.A. (MG) – 7,93% e Anglo American Minério de Ferro Brasil S.A. (MG) – 5,74%.
  • Manganês: Vale S.A. (MG/PA) – 47,65%; Mineração Corumbaense Reunida S.A. (MS) – 23,93% e Mineração Buritirama S.A. (PA) – 23,02%.
  • Nióbio: Niobras Mineração Ltda (GO) – 50,05%, Companhia Mineradora do Pirocloro de Araxá (MG) – 42,50% e Mineração Taboca S.A. (AM) – 2,89%.
  • Níquel: Anglo American Níquel Brasil Ltda. (GO) – 58,05%; Vale S.A. (PA) – 28,30% e Votorantim Metais S.A. (GO) – 9,64%.
  • Ouro: Kinross Brasil Mineração S.A. (MG) – 22,34%; Anglogold Ashanti Córrego do Sítio Mineração S.A. (MG) – 19,27%; Salobo Metais S.A. (PA) – 7,59%; Beadell Brasil Ltda (GO) – 7%; Mineração Serra Grande S.A. (AP) – 6,24% e Jacobina Mineração e Comércio Ltda (BA) - 5,54%.

Através do Jazida, na opção pesquisa avançada você consegue visualizar as commodities de todos os processos ativos no Brasil. Esta e outras pesquisas podem ser feitas por tipo de substância, localização, dados do processo, titularidade, data de evento de publicação no DOU, dentre outros.

Figura 06: Filtros disponíveis através da ferramenta de Pesquisa Avançada

Com o Jazida.com você consegue muito mais informação e, se tiver alguma dúvida, nosso time de especialistas está à disposição no nosso chat on-line.



Referências Bibliográficas

http://www.anm.gov.br/. Agencia Nacional de Mineração. Acesso em 09 de setembro de 2019.

http://www.ibram.org.br/. Instituto Brasileiro de Mineração. Acesso em 11 de setembro de 2019.

https://nacoesunidas.org/. Organização das Nações Unidas. Acesso em 09 de setembro de 2019.

http://portaldamineracao.com.br/. Portal da Mineração. Acesso em 10 de setembro de 2019.